NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA

[7]

Por que o Gol GTI se transformou numa lenda

Redação,Via Certa

Por que o Gol GTI se transformou numa lenda


O Volkswagen Gol é um carro histórico para os brasileiros. Carro mais vendido do Brasil por 26 anos, só abandonou o posto em 2013. Uma de suas versões mais cultuadas pelos fãs de carros é o lendário Gol GTI, lançado em 1988. 

💻 *|Seja nosso anunciante.|*
Coloque sua marca aqui, em nosso portal ou em nossas redes sociais.
📞 Contato ; 9.9208-4084 ou 9.9910-7606


Mas você, mesmo que tenha vivenciado a época, saberia dizer o motivo que levou essa versão a fazer tanto sucesso? O fato é que o Gol GTI era mesmo um carro muito bom. Produzido até 1994, foi o derradeiro modelo antes da entrada em cena da segunda geração do Gol, que ficou conhecida como “Gol Bolinha”.

Começando pelo interior, de fato, o GTI era um carrão, embora sua plataforma fosse a mesma do Gol quadrado, com as modificações estéticas e de motorização que o tornaram um verdadeiro esportivo.

Pois o Gol GTI vinha com direção hidráulica, “trio” elétrico (retrovisores, vidros e travas), ar condicionado e sistema de som. Seu interior era uma beleza, equipado com bancos Recaro em tecido preto e tonalidades amarelas em degradê que tornavam seu visual apaixonante.

O PIONEIRISMO DO GOL GTI



E por falar em visual, externamente o Gol GTI era um espetáculo. Se bem que no começo, com série de apenas 2 mil unidades, ele estava disponível apenas na cor azul. Depois veio a ser vendido nas cores amarela, branca e vermelha.

Seus maiores trunfos eram o potente motor 2.0 de 120 cv de potência e o fato de ser o primeiro carro a ser produzido em série no Brasil com injeção eletrônica de combustível.

A concorrência que veio depois foi feroz: a Chevrolet atacou com o Kadett 2.0 GSI, com 121 cv, e a Ford com o Escort XR3, com 114 cv de potência.

Correndo por fora, a Volkswagen ainda tinha um outro carro lendário e pouco reconhecido, o Passat GTS Pointer,que tinha motor 1.8 similar ao do Santana e visual externo que remetia ao Gol GTI, uma “saia” em cor cinza, e uma fina listra colorida, mais um aerofólio que era um charme.

Em 1994 sairia de linha definitivamente, dando um ponto final numa série de versões esportivas do VW Gol que começara em 1984, com o lançamento do Gol GT 1.8, que rendia 99 cv de potência, passando a ser Gol GTS em 1987 e terminando na versão GTI em 1994.
NOVO GOL GTI 2017

Como já se sabe, em 2018 o Gol tal como conhecemos deixará de existir. O hatch compacto passará a ser produzido na mesma plataforma do VW Polo europeu, tornando-se um carro mais premium.

Tendo em vista a nostalgia que certamente vai bater nos fãs do carro mais querido do Brasil, a Volkswagen já anunciou para o final de 2017 uma versão comemorativa e limitada do Gol GTI.

Assim como o modelo lançado há quase 30 anos, a cor disponível será azul, com a presença do cinza, fora as emblemáticas listras finas.

A motorização é que não será nada parecida com a de um Gol, já que o motor 1.0 de 125 cv de potência será idêntico ao que equipa o Golf TSI. Coerente com a proposta esportiva, o câmbio será manual de 6 marchas.

De olho nas vendas do novo Gol a ser lançado em 2018, a Volkswagen já cogita uma versão esportiva, e usará o lançamento da série limitada como laboratório de vendas.

Caso o desempenho comercial seja satisfatório, deveremos ser agraciados com um Gol tão bom quanto sua versão de 1988 e a de despedida no final de 2017.
Por que o Gol GTI se transformou numa lenda Por que o Gol GTI se transformou numa lenda Reviewed by Via Certa Natal Trânsito on abril 06, 2017 Rating: 5

Sora Templates