Detran e Assecom mostram campanhas educativas de motociclistas e lei seca ao MP


Salvar vidas é objetivo principal das campanhas educativas de trânsito do Governo do Estado. O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e Assessoria de Comunicação do RN (Assecom) apresentaram nessa quinta-feira (17), ao Ministério Público do Estado (MPE), as campanhas “Sua vida pode ficar frágil em cima de um moto” e “Seja +1 motorista consciente”, destinadas, respectivamente, para conscientização da população com cuidados ao conduzir motos no trânsito e sobre a proibição do consumo de álcool ao dirigir, a operação lei seca. A apresentação ocorreu na Executiva Propaganda, agência contratada pelo Governo do Estado, onde foram confirmadas o início da veiculação, com a dos motociclistas prosseguindo até o Carnatal, quando começará a da Lei Seca com a nova comunicação.

Na reunião estiveram presentes o Diretor-geral do Detran-RN, Marco Medeiros, a secretária de Comunicação, Juliska Azevedo, as promotoras Moema de Andrade Pinheiro, da 32ª Promotoria de Justiça, e Iveluska Alves Xavier da Costa Lemos, da Promotoria de Justiça e coordenadora do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Cidadania, e o diretor da Executiva Propaganda, Odemar Neto.

A campanha educativa com foco sobre a conscientização dos motociclistas quanto aos itens de segurança chegou com o tema “A vida pode ficar frágil em cima de uma moto” e já está sendo veiculado em todo o Rio Grande do Norte.

O Ministério Público aprovou a campanha. As promotoras Moema Andrade e Iveluska Alves reforçaram a importância da campanha para reduzir ainda mais o número de acidentes, conscientizando sobre os perigos no trânsito. “A nova campanha conseguiu passar a realidade, o que vem acontecendo sobre perigos que a sociedade precisa evitar”, comentou Iveluska Alves.

O vídeo de 30 segundos, por exemplo, destaca os perigos de pilotar um veículo de duas rodas sem os itens de segurança. No início, o motoqueiro aparece encostando-se a uma moto feita de vidro e ao mero toque o piloto também passa a ser constituído de um material frágil. A sequência de imagens mostra o motoqueiro fazendo manobras arriscadas até culminar em um acidente. A mensagem do perigo de pilotar assim é seguida de uma sequência positiva de imagens com o motoqueiro colocando os itens de segurança que reduzem os riscos em um acidente.




A campanha foi elaborada e desenvolvida pela Executiva Propaganda, em parceria com a Assessoria de Comunicação do Governo do Rio Grande do Norte. As campanhas têm abordado temas como o uso de aparelho celular no trânsito, Lei Seca, Operação Verão, regularização dos veículos ciclomotores de cinquenta cilindradas, entre outros. Em recente pesquisa, 93% da população do Estado aprova as campanhas e concorda que vem sendo determinante para redução de acidentes no trânsito.

“É por meio de campanhas educativas que estamos alcançando resultados positivos para o trânsito do RN. Por isso, a Executiva preparou mais uma campanha para o cliente Governo Detran, agora direcionada aos motociclistas. É com o conceito ‘A vida por ficar mais frágil em cima de uma moto’ que estimulamos a prudência e a consciência na hora de pilotar, comparando na peça, por meio de efeitos, o ser humano em vidro, muito mais frágil e vulnerável”, afirma Odemar Neto, diretor da Executiva.




O diretor-geral do Detran/RN, Marco Medeiros, explica que a campanha tem garantido os resultados esperados. “O objetivo foi alcançado, observando que a parceria do Governo do Estado, por meio da Assessoria de Comunicação (Assecom), com o Detran, ouvindo o Ministério Público, com finalidade de salvar vidas, reduziu número de acidentes, com as campanhas educativas”, registra.




Para a secretária de Comunicação do Estado, Juliska Azevedo, o Governo do Estado reafirma seu compromisso. “Com a campanha, o Governo atua em paralelo em duas frentes: proporciona um transito melhor, mais seguro, e depois combate a redução das estatísticas de acidentes, que lamentavelmente são registradas nas urgências de trauma. A campanha atinge público de todas as cidades por uma melhor consciência no trânsito”, garante.
Google +