NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA

[7]

PL quer acabar com curso teórico presencial para Primeira Habilitação

Por Mariana Czerwonka.
Tramita, na Câmara dos Deputados, o Projeto de Lei n°1128/2015, de autoria do Deputado Federal Alfredo Nascimento (PR-AM), que transforma as 45 horas aula de formação teórica, obrigatoriamente presenciais, em Ensino à Distância (EAD). Desta maneira, caso aprovado o projeto, fica desobrigada a supervisão, a orientação e a instrução, aos novos condutores, através dos Centros de Formação de Condutores – CFCs.

O Projeto de Lei já foi aprovado unanimemente pela Comissão de Viação e Transporte (CVT) da Câmara dos Deputados, em Brasília, e agora está aguardando relatório na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).

Para 85% das pessoas que responderam o questionamento, o curso deve continuar obrigatoriamente presencial. De acordo com Jussara Marcondes, que participou da enquete, o problema é o aumento no número de fraudes.

“Presencialmente já ocorre um enorme número de fraudes, imagine à distância. Precisamos é melhorar o que já temos, não ‘afrouxar’ as regras”, diz.

Segundo o autor do projeto, “a proposta favorece milhões de candidatos a condutores que não dispõem de tempo para comparecer a cursos presenciais, pois trabalham ou estudam em tempo integral”. Alguns concordam com a análise do deputado, como é o caso de Elias Ribeiro, que também respondeu a enquete. “Um curso à distância pode ser tão ou mais instrutivo que um curso presencial, sou a favor da modernidade”, declara.

Para o especialista em trânsito Celso Alves Mariano, a tecnologia é sempre bem vinda para cursos que tem como objetivo passar apenas conhecimento, o que não é o caso do de primeira habilitação. “Os cursos na modalidade EAD são ótimos para quando o objetivo é a aquisição de conhecimento. Mas quando o propósito é aquisição de habilidades, como é o caso do Curso de Primeira Habilitação, a aula presencial é extremamente relevante e adequada. O convívio com um instrutor experiente e com os colegas de turma é muito importante na formação do novo condutor”, afirma.

Ainda segundo Mariano, o papel do instrutor é fundamental nesse processo. “O instrutor bem preparado sabe perceber e ajustar sua abordagem conforme o nível de dificuldade de cada um de seus alunos e ainda aproveitar a diversidade das características individuais para beneficiar a todos. Isso é fácil quando se tem uma turma que se encontra todos os dias e muito difícil quando os alunos estudam isoladamente, e não se conhecem pessoalmente”.

Outro fator preocupante, para o especialista, é que os brasileiros têm pouco ou nenhum hábito de estudarem sozinhos, o que fica evidenciado pelos índices de abandono nos cursos à distância, em geral 25% maiores do que os presenciais.

“O trânsito é um ambiente social, por excelência. Seria um desperdício estudar sobre este assunto sozinho. Não combina”, finaliza Mariano.

Processo

Atualmente o curso teórico, de 45 horas/aula, abrange as disciplinas de Legislação de Trânsito; Direção Defensiva; Noções de Primeiros Socorros; Noções de Proteção e Respeito ao Meio Ambiente e de Convívio Social no Trânsito; e Noções sobre o Funcionamento do Veículo.
PL quer acabar com curso teórico presencial para Primeira Habilitação PL quer acabar com curso teórico presencial para Primeira Habilitação Reviewed by Via Certa Natal Trânsito on agosto 01, 2016 Rating: 5

Sora Templates