No Walfredo Gurgel acidentados de trânsito e demais pacientes são esquecidos em corredores


No Walfredo Gurgel acidentados de trânsito e demais pacientes com outras patologias são esquecidos em corredores do hospital.

A nossa repórter Edneuza Carlos entrou no maior hospital do estado com uma câmera escondida e o cenário é desolador. Faltam remédios, lençóis e o ar condicionado não funciona.

Idosos, jovens e adultos tratados com se fossem ''fantasmas'', homens e mulheres dividem o mesmo espaço, com diferentes patologias e muitas vezes em macas que ficam no chão.

Ainda registramos também pacientes  tendo atendimento negado pelo hospital devido a paralisação dos médicos na noite de ontem.

O que diz a direção do hospital

Nos comentários do vídeo postado pelo Via Certa Natal a direção do hospital preferiu atacar a nossa repórter Edneuza Carlos e esqueceu de justificar  e apresentar solução aos problemas mostrados no vídeo.

''Que matéria é essa que não explica o porque dessa superlotação, não procura a direção do hospital e entra as escondidas na calada da noite sem a menor necessidade (há anos que a imprensa tem acesso livre - através da assessoria de imprensa - as dependências do Walfredo Gurgel)?. A repórter sequer entrou em contato com o assessor de imprensa para pedir no mínimo uma nota retorno. Matéria com o único intuito de mostrar um problema (que todos já conhecem) e sem a menor responsabilidade na apuração. Mais do mesmo. Fraca. Lamentável.'' comentou a assessoria do hospital.

Ressaltamos que por diversas vezes tentamos contato com a assessoria do hospital. Desde às 18 horas de ontem que todos os telefones estavam desligados ou apenas chamavam. Nenhum profissional do hospital estava autorizado a gravar com a nossa equipe e nem a nossa reportagem teve autorização para entrar no hospital. 

Em outra ocasião os nossos profissionais foram desrespeitados pela direção do hospital, marcando entrevista ao vivo para uma das rádios que trabalhamos e a entrevistada, (diretora do hospital), não compareceu e tampouco justificou a sua falta.

Nossa opinião

Prezamos pelo bom jornalismo e por isso fomos atrás da verdade. Nada, absolutamente nada, justifica as imagens que presenciamos na noite de ontem. Não somos marginais para agirmos na calada da noite, como disse a direção do hospital. 

Acreditamos que a nota não tenha partido da direção do Walfredo Gurgel nem tampouco da assessoria de comunicação e sim de algum funcionário bajulador incomodado com a verdade dos fatos.

Confira o vídeo abaixo

Google +