Caiu cimento no meu carro. E agora?



Imagine a cena: você está com pressa e vê uma vaga livre perto de uma obra. Estaciona tranquila, mas ao voltar percebe que o carro está todo respingado do cimento. Calma, existe uma solução! De acordo com o profissional do setor automotivo, Adalberto Gonçalves, remover o cimento ainda molhado é o melhor a fazer, basta um pano úmido. Se já estiver seco, o cuidado deve ser maior, principalmente se a área atingida for grande.


Como remover cimento seco do carro

A remoção do cimento seco pode ser feita com soluções caseiras. Misture limão e água fervente, despeje sobre a mancha e deixe agir por alguns segundos para amolecer o concreto. Em seguida, passe delicadamente um pano limpo e macio. Se preferir, utilize vinagre no lugar do limão e aplique com a ajuda de um borrifador. Repita até que o cimento se solte.

Mas é preciso ter paciência e cuidado na hora de desgrudar o concreto, o que não deve ser problema para as mulheres que dirigem bonito. A tentativa mal sucedida pode riscar a pintura do carro e a repintura chega a custar R$ 1000,00. Se tiver dificuldades, o melhor é procurar uma oficina especializada para fazer um polimento técnico, que remove o cimento com segurança e sem danos à lataria.

Quem mora em prédios com garagens antigas pode passar por um problema semelhante e que também tem solução. "Líquido de laje é como chamamos a mistura de cimento e calcário que cai das tubulações dessas garagens. Para remover a mancha, utilize uma mistura de cera automotiva e limão. Basta esfregar delicadamente com um pano", indica Adalberto.


Como tirar mancha de piche do carro?

Caso seu carro seja atingido por piche de uma obra de pavimentação do asfalto, não é preciso se desesperar. Para a remoção de piche, Adalberto indica outra solução caseira. "Muitas vezes, um pouco de cera automotiva aplicada com algodão resolve. Se a mancha for grande, misture água (95%) e querosene (5%) e aplique nas partes afetadas. Se ainda assim não funcionar, melhor levar o automóvel a uma oficina mecânica para evitar maiores estragos", recomenda.
Google +