Trânsito sobre duas rodas: conheça os direitos e deveres de motos e bicicletas



Respeitar as regras de trânsito e o próximo são atitudes essenciais para uma boa convivência nas estradas. Não fazer pelo outro o que você não quer para você é a regra número um para prezar pela integridade física das pessoas durante seu deslocamento. Dar passagem pela esquerda, quando solicitada por outro veículo, não costurar no trânsito, respeitar o sinal amarelo - não fazendo dele complemento do verde - e manter a calma são posturas de um condutor consciente.

Ciclistas e motociclistas devem tomar mais precauções. Por ser um veículo de duas rodas, as chances de acidente aumentam consideravelmente. Ninguém é dono da rua. Todos nós temos que saber respeitar o próximo.

O uso da bicicleta no trânsito

Pedalar requer muita consciência e respeito às regras do trânsito para que o ciclista se desloque com mais segurança. Para evitar acidentes é preciso que motoristas e ciclistas fiquem atentos e façam a sua parte, já que o Código de Trânsito garante que os ciclistas tenham os mesmos direitos que os motoristas.

O CTB diz que ciclistas devem pedalar no sentido da via, preferencialmente do lado direito. Ainda afirma que, no trânsito, veículos motorizados são responsáveis pelos não motorizados e todos pelo pedestre.

Já os motoristas devem guardar distância lateral de 1,5 m para passar ou ultrapassar uma bicicleta. Quem não cumprir esta norma será multado e terá 4 pontos contabilizados na carteira. Além disso, o conduto deve reduzir a velocidade ao se aproximar de um ciclista.

O perigo da bicicleta

Devido a pouca visibilidade do ciclista nas estradas e ao comportamento dos motoristas, o ciclismo continua a ser uma atividade que exige cautela. Fácil de estacionar, rápida, não poluente e silenciosa. Devido ao seu pequeno porte e pouca capacidade energética, a bicicleta não consegue emitir um sinal luminoso intenso e pode se tornar praticamente invisível para os outros usuários da pista.

Ciclistas também devem respeitar

Os ciclistas também devem respeitar as leis de condução, como transitar nos locais adequados (jamais em calçadas), obedecer à sinalização e circular na mão correta, é comum encontrar usuários pedalando no sentido contrário dos carros para ter melhor visibilidade, mas a atitude deve ser evitada. Ao se por em risco, o ciclista leva os demais motoristas a desviarem do impacto, o que pode gerar acidentes ainda mais graves.




Segurança na moto

A motocicleta traz muitas vantagens, como facilidade de ultrapassar em congestionamentos, facilidade de estacionar e baixo custo de aquisição se comparada a outros veículos. Só para exemplificar, o valor que seria gasto diariamente com transporte coletivo paga a prestação de uma moto.

Álcool e direção não combinam
Altera a sua capacidade de coordenar movimentos e diminui a capacidade de reação;
Prejudica as capacidades auditiva e visual;
Em grandes doses, proporciona sonolência, atitude vacilante, visão dupla e pode até levar ao coma.

Proteja sua vida
Use capacete
Trafegue apenas na pista
Não transporte passageiro se não estiver preparado para isso
Verifique os freios e os pneus regularmente
Use o espelho retrovisor o tempo todo

Só dirija com habilitação

Mantenha a máxima atenção em todas as manobras. Lembre-se de que na moto ou na bike, seu para-choque é seu próprio corpo.


Você respeita os motociclistas e ciclistas?

Não importa se andamos de carro, motocicleta ou bicicleta: todos nós somos também pedestres em alguns momentos da nossa vida. no trânsito, a faixa de pedestre deve ser encarada como o espaço através do qual os pedestres atravessam a rua em segurança e não o local onde, se o motorista parar, vai tomar uma multa. Respeitemos o próximo, seja ele motociclista, ciclista ou pedestre.

Não dá para esperar atrás da bicicleta? Mude de faixa e ultrapasse. Se não der, espere. Não se permita estragar o seu dia por causa de alguns minutinhos de espera. Não é a bicicleta quem vai atrasá-la, e, sim, o excesso de carros que você provavelmente vai encontrar mais para a frente ou pelo qual já passou lá atrás.

Principais dicas de segurança para motoristas
Reduzir a velocidade ao se aproximar de um cruzamento;

Acionar a seta, com antecedência, antes de fazer uma conversão;

Para assim que as pessoas começarem, a atravessar a faia de pedestres;

Parar sempre no sinal vermelho quando houver semáforo.

Prestar muita atenção com os ciclistas, motociclistas nos corredores e terminais.


O uso obrigatório da seta

A seta é um dos itens mais importantes do seu veículo. Em uma ultrapassagem ou mudança de faixa, se o condutor a ser passado não souber da sua intenção, pode ser assuatr, jogar o carro ou frear bruscamente, causando um acidente.

Numa mudança de faixa, um carro pode não ser visto por estar no ponto cego do motorista, mas a lanterna piscando pode fazer com que o motorista de trás veja o carro antes que ele altere sua faixa de direção e, assim, evitar um acidente.

O uso correta da seta é fundamental para que todas as outras pessoas tomem atitudes seguras nas vias. Deixar de sinalizar a intenção de conversão com antecedência é infração grave, com multa de R$ 127,69.
Google +