Robinson Faria reafirma compromisso em combater atos de vandalismo no RN



O governador Robinson Faria realizou no final da manhã deste sábado (30), uma coletiva de imprensa para falar sobre as ações de segurança que estão sendo realizadas para coibir os atos de vandalismo que começaram ontem no Estado. Ao lado do secretário de segurança pública, Ronaldo Lundgren, o chefe do executivo afirmou que as forças policiais permanecem nas ruas para garantir a tranquilidade da população.

“O governo está decidido a enfrentar qualquer ato violento que acontecer no Estado. Não vamos recuar na instalação dos bloqueadores celulares nos presídios e não há possibilidade de negociação com líderes de movimentos criminosos. Os policiais estão liberados a agir com autonomia e conforme a lei para prender todos os responsáveis por essas ações de vandalismo”, reafirmou Robinson. O governador ainda acrescentou que está informando a situação para o Ministério da Justiça, mas que ainda não será necessário pedir reforço policial. “Nossa equipe está motivada e controlando os atos criminosos”, completou.

De acordo com os dados do Gabinete de Gestão Integrada Estadual (GGI-E), instalado nesta sexta-feira (29) na Sesed, 25 pessoas foram detidas em flagrante e encaminhadas para as delegacias, portando recipientes de combustíveis, armas e veículos roubados. Trinta e quatro ocorrências foram registradas pela secretaria, sendo 29 relacionadas a incêndios e tentativas frustradas; quatro de disparos contra prédios públicos ou proximidades; e uma depredação. Foram confirmadas ações criminosas em dez cidades do estado: Natal, Parnamirim, Macaíba, São José de Mipibu, Caicó, Currais Novos, Caiçara do Norte, Santa Cruz, Mossoró e Jardim de Piranhas.

O secretário da Segurança Pública, Ronaldo Lundgren, disse que a Polícia está trabalhando de forma integrada com o setor de inteligência e com a Secretaria de Justiça e Cidadania, visando reprimir novas tentantivas de ações criminosas. Ele também pediu a colaboração da população para denunciar atos suspeitos e não compartilhar informações que ainda não foram confirmadas pelo governo. “Nosso objetivo é garantir a segurança do cidadão. Os números 190 da Polícia Militar e o 181 estão disponíveis para atender denúncias. É importante que a população confie nas forças policiais e siga com sua rotina diária”, explicou Lundgren.







Fotos: Ivanízio Ramos
Google +