DESTAQUES

18 novembro 2013

Números de acidentes, mortes e feridos caem no feriado



Cento e uma pessoas morreram em acidentes em rodovias federais durante o feriado. O maior índice de colisões foi registrado em Minas Gerais.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) reduziu em 12%, 21% e 20% os números de acidentes, mortos e feridos, respectivamente, na “Operação Proclamação da República”. A comparação é com o feriado da Semana Santa, pois em 2012 não houve operação nacional em função de o feriado da 'Proclamação' ter coincidido com uma quinta-feira.No total, foram registrados 2.269 acidentes (contra 2.451 na Semana Santa), com 101 mortos (contra 121) e 1.278 feridos (1.516 no feriado anterior). A operação ocorreu entre 0h01 de quinta-feira e meia- noite de domingo.


A redução leva em consideração a evolução da frota brasileira de veículos, utilizada pela PRF para mensurar as estatísticas. Em março de 2013, período da Semana Santa, a frota nacional contabilizada pelo Denatran era de 77.359.350 veículos. Agora em novembro, a frota estimada pela PRF é de 81.254.134 veículos.


Foco na imprudência


Durante os quatro dias de operação, a PRF focou a fiscalização no excesso de velocidade, nas ultrapassagens proibidas, na embriaguez ao volante, em motocicletas, trânsito pelo acostamento, falta dos usos do cinto de segurança e da cadeirinha para bebês.


O esforço resultou em 248.031 procedimentos de fiscalização, com 119.198 veículos abordados e 99.263 pessoas fiscalizadas. Foram aplicados 29.570 testes de alcoolemia com resultados positivos para 690, cujos motoristas receberam multa e tiveram a CNH recolhida. Dos 690 flagrados pelos etilômetros da PRF, 196 foram presos por apresentar índice igual ou superior a 0,3 mg/l por ar expelido dos pulmões. Esses condutores foram encaminhados para a polícia judiciária.


Ao contrário de operações anteriores, não foram registrados acidentes com grande número de vítimas. Apenas um acidente com cinco óbitos foi computado durante toda a operação: uma colisão frontal entre um caminhão e uma caminhonete, em Minas Gerais, no dia do feriado. Dados preliminares indicam excesso de velocidade.


Do total de acidentes com mortes (86), 24 envolveram motocicletas, mas produziram 25 mortes. Os estados com mais acidentes dessa natureza foram Santa Catarina (3 acidentes, com três mortes), e Alagoas (2 acidentes, três mortes). Os estados com mais acidentes fatais, dos quais resultaram mortos, foram Minas Gerais (10 acidentes); Goiás (9 acidentes) e Bahia (7). No Geral, Minas Gerais liderou o ranking de vítimas fatais, com 17 óbitos, seguido por Goiás (11) e Bahia (09).

No Rio Grande do Norte foram registrados (44) acidentes, (28) feridos e (5), mortes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Importante:
a) Comentários ofensivos, preconceituosos ou que incitem violência não serão aceitos;
b) Comentários que não digam respeito ao tema da postagem poderão ser excluídos;
c) O comentário não representa a opinião do blog.

A responsabilidade é do autor da mensagem.

É necessário colocar seu NOME e E-MAIL ao fazer um comentário.